quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Relato - dia 28 de novembro de 2012


O grupo de hoje iniciou discutindo a questão da finalização do mesmo, no qual ocorrerá até o mês de janeiro de 2013. Após isso foram discutidas as últimas páginas do capítulo 2 do livro. Nestas, Vigotski traz a importância da distinção entre instrumento e signo. Neste ponto o autor traz a existência de uma analogia entre signo e ferramenta, porém tal não é de identidade. Seguindo nesta reflexão, o autor argumenta a existência de três teses fundamentais: “A primeira dessas teses se refere a semelhança e aos pontos de contato entre ambas formas de atividade; a segunda tese esclarece os pontos fundamentais de divergência e a terceira tenta assinalar a relação psicológica real entre uma e outra ou, ao menos, fazer uma alusão” (tradução livre, p.93). Partindo destas teses é possível afirmar que o empenho das ferramentas se configura como algo que gera modificação no objeto, na natureza, enquanto que o signo influiria no comportamento. Porém, ambos possuem a função de mediadores. O final deste capítulo também deixa a questão da importância tanto das ferramentas (material e instrumentos) quanto dos signos (instruções/técnica) para a construção de qualquer coisa.
Após finalizar o segundo capítulo, iniciou-se, como previsto, o capítulo 5, trazendo a importância da psicologia da Gestalt para este. O capítulo inicia-se com uma crítica aos conceitos de desenvolvimento até então desenvolvidos. Passando pela questão defendida durante a idade média e início da idade moderna da criança como “adulto em miniatura”, pelas noções da continuidade da história dos indivíduos e chegando a questão de Lamarck e Darwin, a qual será discutida de forma mais aprofundada no próximo encontro.
O próximo encontro foi agendado para o dia 19 de dezembro, 9:30h, no segundo piso da Faculdade de Educação (possivelmente na sala 244 ou na sala em frente), onde se dará prosseguimento ao capítulo 5 “Génesis de las funciones psíquicas superiores”, a partir da página 144.

Nenhum comentário:

Postar um comentário